Você está aqui

Regulamento

I. DO CONCURSO

Art. 1º: O Departamento de Economia da FEA-USP promoverá, em 2017, o XI Prêmio ECONOTEEN de Ensaios, objetivando estimular os alunos em fase final do Ensino Médio do sistema público de ensino do Estado de São Paulo, na pesquisa e no estudo do tema: " As causas do desemprego dos jovens no Brasil são semelhantes às observadas no resto do mundo?"

Art. 2º: Somente poderão concorrer ao prêmio instituído por este Regulamento alunos dos 2º e 3º anos do Ensino Médio de instituições públicas sediadas no Estado de São Paulo.
PARÁGRAFO ÚNICO: Os inscritos deverão apresentar comprovante de que foram alunos dos 2º e 3º anos do ensino médio em escolas públicas do Estado de São Paulo, no período de realização do trabalho, quando o mesmo for solicitado pelo Comitê Organizador do XI Prêmio.

II. DA INSCRIÇÃO

Art. 3º: As inscrições dos trabalhos serão feitas através do site: 

http://www.econoteen.fea.usp.br/inscricao

  • 1º: O candidato poderá se inscrever até 08 de agosto 2017.
  • 2º: Os trabalhos deverão ser inéditos (não publicados).
  • 3º: A concordância do autor em relação aos termos propostos neste regulamento é obrigatória e estará disponível em campo específico para preenchimento no formulário de inscrição.
  • 4º: A concordância do autor com os termos deste Regulamento, descrito no 3º, cederá ao Projeto ECONOTEEN o direito de publicação do Ensaio do aluno
  • 5º: O autor deverá preencher também, obrigatoriamente, os campos constantes na página de inscrição existente no site do Econoteen.

III. DOS ENSAIOS

Art. 4º: Os candidatos inscritos deverão enviar o ensaio entre os dias 18 de setembro e 23 de outubro de 2017.

  • 1º: O arquivo com o ensaio completo deve conter capa, introdução, desenvolvimento, considerações finais e bibliografia, respeitada esta ordem de apresentação. O aluno terá a liberdade de incluir outras partes, caso julgue necessário, desde que respeite o limite de páginas estabelecido.
    * A bibliografia não entra no limite de páginas
  • 2º: O ensaio deve, necessariamente, conter entre 3 (três) até 15 (quinze) páginas e ser, obrigatoriamente, uma dissertação.
  • 3º: Os trabalhos, inclusive a bibliografia, deverão estar  dentro das normas estabelecidas pela ABNT e devem ser entreguers em PDF.
  • 4º: O nome do arquivo deve fazer referência ao nome do autor.
  • 5º: O autor do ensaio permite à organização do XI Prêmio Econoteen de Ensaios publicar o ensaio para a divulgação posterior do concurso.  
  • 6º: Todos os ensaios devem contar com a supervisão de um professor orientador.

IV. DA AVALIAÇÃO

Art. 5º: O Departamento de Economia da FEA-USP escolherá a Comissão Examinadora que julgará os trabalhos.

Art. 6º: A avaliação dos ensaios não levará em consideração o ponto de vista do autor, mas o desenvolvimento do texto e a coerência dos argumentos utilizados.

PARÁGRAFO ÚNICO: O texto será também avaliado em termos da utilização, feita pelo autor, dos conceitos de economia.

V. DA PREMIAÇÃO

Art. 7º: A Comissão Examinadora selecionará para premiação, em dinheiro, os cinco melhores trabalhos, por ordem de classificação, sendo a relação de prêmios a seguinte:

  • R$ 1.500,00  e uma bolsa de estudos no Cursinho FEA-USP (1º colocado)
  • R$ 1.000,00 (2º colocado)
  • R$ 600,00 (3º colocado)
  • R$ 500,00 (4º colocado)
  • R$ 400,00 (5º colocado).

Os professores orientadores dos alunos premiados receberão uma cesta de livros da Editora Saraiva.

Art. 8º: A retirada do prêmio só poderá ser feita pelo próprio vencedor na data de entrega da premiação.

Art. 9º: Caberá ao Departamento de Economia da FEA-USP fixar e divulgar os prêmios a serem concedidos aos vencedores, bem como a data de entrega da premiação.

Art. 10º: Poderá se conceder até dois títulos de Menção Honrosa (sem premiação em dinheiro) ao 6º e ao 7º colocados, caso a Comissão Examinadora assim o determine.

Art. 11: Será solicitado às secretarias das escolas dos alunos ganhadores, documento comprobatório da matrícula dos mesmos no respectivo 2º ou 3º ano do Ensino Médio de escolas públicas do Estado de São Paulo. Aqueles que não puderem comprovar a matrícula de acordo com essa especificação, ou assim não o fizerem, não estarão habilitados a receber o prêmio.

Art. 12: Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Examinadora.

PARÁGRAFO ÚNICO: Os originais não serão devolvidos e as decisões da Comissão Examinadora são irrecorríveis.